Automação de marketing: como fazer segmentação na sua base de e-mails

0

Se bem executada, a automação de marketing pode atender uma série de necessidades de marketing, tanto na conquista de novos clientes, quanto no estabelecimento de uma relação com os clientes atuais.

Mas qual seria o grande segredo da automação de marketing? Na verdade não existe uma única fórmula para o sucesso da automação, mas existe um ponto que é comum em todas as estratégias bem sucedidas: a segmentação da sua base de e-mails.

Por isso, nesse post vamos falar um pouco sobre alguns pontos que devem ser levados em consideração na hora de fazer a segmentação da sua base de contatos.

Começando bem

A automação de marketing é baseada no chamado marketing de permissão, ou seja, no envio de informações para pessoas que manifestem interesse em receber o seu conteúdo. Por isso, você deve construir uma base própria e não comprar uma base pronta ou usar a de algum parceiro.

A construção da sua base deve ser feita por meio da captação de contatos específicos para a sua marca. Você pode usar uma série de estratégias para conseguir esses contatos: um campo de cadastro no seu site, uma campanha no Facebook, a oferta de um material rico (como kits, templates e e-books), etc. O importante é atrair essas pessoas e garantir que elas aceitem receber seu conteúdo.

Mais é mais

Se você conseguir mais informações além do e-mail, melhor. O fato é que quanto mais você conhecer cada um dos seus contatos, mas fácil segmentar as suas listas e personalizar o seu conteúdo.

Se a sua empresa é B2B, por exemplo, saber o cargo dos membros da sua base é fundamental. Já se você tem produtos e serviços para diferentes faixas etárias, saber a data de nascimento pode ser muito útil.

O importante é analisar as informações que são úteis para o seu negócio e tentar conseguí-las para enriquecer a sua base. Por isso, técnicas que resultem no preenchimento de um formulário podem ser mais interessantes do que um simples cadastro de e-mails.

Quanto mais dividido, melhor

Quanto mais informações você tiver sobre seus contatos, mais fácil dividí-los em grupos. E quanto mais segmentações você for capaz de fazer, mais fácil enviar o conteúdo mais adequado para cada contato.

Você pode e deve categorizar seus contatos de acordo com interesses, estágio na jornada de compras, etc. Mas não se limite, crie segmentações que tenham a ver com o seu negócio e seus objetivos.

Se você faz promoções para aniversariantes, crie segmentações por aniversário. Se o seu produto é de compra recorrente, crie uma lista com os clientes que compraram em determinado período para lembrá-los de fazer uma nova compra.

Enfim, as possibilidades de segmentação são inúmeras e se você souber fazer uma segmentação bastante assertiva, conseguirá melhores resultados.

O conteúdo certo pra segmentação certa

De nada adianta criar uma série de segmentações se você não for capaz de fazer nada com elas. É preciso aproveitar cada segmentação para enviar conteúdo sobre medida pra cada tipo de contato.Por isso é muito importante definir um fluxo de e-mails para cada uma das listas que você criar.

Você faz automação de marketing? Como você segmenta a sua base? Conte pra gente!

Share.

About Author

Leave A Reply